Informações ao Paciente

Passo a Passo do Transplante de Medula Óssea (TMO)

Existem cinco etapas importantes para a realização do Transplante.

1º Etapa: Fase Pré-TMO:

A fase antes do transplante consiste em reuniões com médicos (oncologistas, hematologistas e pediatras), enfermeiros, assistentes sociais, psicólogos, nutricionistas, para discussão do caso.

Em um segundo momentos são realizadas reuniões com os pacientes e familiares para esclarecer os procedimentos que serão realizados, além da apresentação da equipe multidisciplinar. A família recebe orientações sobre como lidar nos períodos de internação do paciente e sobre a importância da colaboração e auxílio nas atividades diárias.

Busca de Doador

É necessário compreender qual é a indicação do transplante para cada caso. Existem casos em que o transplante é uma das opções de tratamento, outros em que o transplante é a melhor opção. O médico é o responsável por orientar o melhor tratamento para cada paciente.

Se indicado o transplante, o paciente deverá estar em condições clínicas de realizar o tratamento e será necessário encontrar um doador compatível com o paciente.

Doador compatível: a medula óssea é uma herança genética, portanto procura-se primeiro um doador compatível na família. Entre irmãos do mesmo pai e da mesma mãe, há 25% de chance de haver compatibilidade. As chances se tornam maiores quando há mais irmãos. Se não há irmãos compatíveis, existe a chance de encontrar um doador na família, no caso de casamentos consanguíneos e quanto existem tipagens HLA mais frequentes na família.

Entenda para o que servem os exames

Pretendemos explicar para que servem e como são feitos os exames mais frequentemente solicitados pelos médicos hematologistas.

Alguns exames servem principalmente para o diagnóstico inicial. Por exemplo: a biópsia de linfonodo ou a biópsia de crista ilíaca. Estes são exames feitos ao diagnóstico e raramente terão de ser repetidos.

Direitos do Paciente

Saúde é um direito de todos e um dever do Estado. O tratamento dos pacientes com câncer é caro e demanda o uso de medicamentos, deslocamentos, internações e cuidados especiais com a alimentação. Para isso a legislação brasileira assegura aos portadores de neoplasia maligna, câncer e outras doenças graves, alguns direitos especiais.

Paciente, faça valer os seus direitos!