Recusa do doador e doador não encontrado são principais causas do cancelamento de doadores compatíveis encontrados na Santa Casa de São Paulo

Bingo beneficente para arrecadar recursos para Casa de Apoio reúne dezenas de pessoas
13 de abril de 2017
Dia das Mães: um laço para a vida toda!
11 de maio de 2017

Recusa do doador e doador não encontrado são principais causas do cancelamento de doadores compatíveis encontrados na Santa Casa de São Paulo

Recusa do doador e doador não encontrado são principais causas do cancelamento de doadores compatíveis

Enfermeiro coletando amostra de sangue para exame de HLA para cadastro como doador de medula óssea.

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Texto: Andressa Villagra

De janeiro a dezembro de 2016 o Hemocentro da Santa Casa de São Paulo recebeu 351 pedidos de confirmatórios de segunda e terceira fase. Dessas, 209 foram atendidos e 139 cancelados. O número de cancelamentos representa 40% das solicitações do REDOME. Segundo um levantamento da Santa Casa, o motivo que mais alimenta essa porcentagem é a recusa do doador em comparecer com 29%. Outra justificativa é o doador não ser encontrado que vem logo em seguida com 28%.

São cancelados também doadores cadastrados em outros locais e redirecionados para o hemocentro de origem. O restante dos pedidos cancelados se dá por óbito, mudança de endereço, descadastramento, indisponibilidade, entre outros.

Em fevereiro de 2016 foi o mês no qual mais pessoas desistiram de realizar os exames confirmatórios, foram no total 51%, ou seja, mais da metade dos que foram convocados não compareceram. Já o mês de setembro do mesmo ano foi o que mais pessoas atenderam ao chamado do Hemocentro, com 75% das solicitações atendidas.

Recusa do doador e doador não encontrado são principais causas do cancelamento de doadores compatíveis

Enfermeiro coletando amostra de sangue para exame de HLA para cadastro como doador de medula óssea.

O cancelamento pela desistência do doador é causado pelo cadastro sem responsabilidade. De acordo com Evelyn Guerra, biomédica do Laboratório de HLA do Hemocentro da Santa Casa, alguns doadores se cadastram sem saber a grande responsabilidade com que estão arcando a partir daquele ato. “Algumas pessoas se cadastram na euforia do momento. Sem responsabilidade. Quando precisamos dessa pessoa, muitas vezes ela desiste”, ressalta ela.

Segundo a responsável pela convocação de doadores para exame confirmatório do Hemocentro da Santa Casa e pelo relatório que essa matéria se baseou, Josi Albuquerque, a segunda causa de cancelamentos poderia ser facilmente solucionada com a atualização de cadastro. “Tentamos o contato de diversas maneiras: por telefone, e-mail, qualquer dado que existir, até mesmo buscar no Google. Mas se os dados estivessem atualizados o contato seria rápido e eficaz” explica.

Para o gerente da AMEO, Wagner Fernandes, perder um doador já cadastrado é um obstáculo para o transplante de medula óssea no país. Ele ressalta dois aspectos que se perdem com a desistência.  “O primeiro é a esperança do paciente e da família que ficou sabendo da possibilidade de ter um doador compatível e depois descobre que essa pessoa desistiu”, aponta ele.

Ele explica ainda que a segunda perda é com o desperdício de recurso público da saúde gasto para cadastrar novas pessoas no banco, pois o Ministério da Saúde custeia a coleta da amostra de sangue, o exame de HLA, a inserção de novas informações no banco nacional, entre outros. “Se o cadastro é feito pensando em não doar ou em doar para uma pessoa específica, e depois esse doador não comparece isso é um grande problema” conclui.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.