AMEO participa do Congresso da SBTMO 2019 para apresentar curso de Capacitação de Gerentes de Dados

Paciente da Casinha descobre como melhorar o processo do transplante com material do projeto Capacitar para Curar
20 de maio de 2019

AMEO participa do Congresso da SBTMO 2019 para apresentar curso de Capacitação de Gerentes de Dados

01 de agosto de 2019

A AMEO está participando do Congresso da SBTMO (Sociedade Brasileira de Transplante de Medula Óssea) 2019 que acontece em Brasília nos dias 1, 2 e 3 de agosto, além do Pré-Congresso que aconteceu no dia 31 de julho. O evento está sendo a oportunidade de a AMEO fazer o lançamento oficial do curso de Capacitação de Gerente de Dados do projeto vinculado ao PRONON.

Os representantes do projeto apresentaram a aula “Projeto AMEO: Capacitação de gerentes de dados em células tronco hematopoiéticas” no IV Encontro de Gerente de Dados para divulgar o curso e contar mais sobre o mesmo. O intuito do projeto é capacitar gratuitamente profissionais de centros de transplante do Brasil inteiro, para a inserção de dados dos pacientes transplantados por cada serviço no banco de dados. O curso servirá para construir uma base de conhecimento para esses profissionais e para ensiná-los a lidar com a ferramenta que possibilita a inserção de dados.

Dentro da programação do Congresso também foi exposto um pôster com as informações do projeto para que quem passasse por lá pudesse conferir cada detalhe do projeto e do curso. No pôster é possível visualizar os objetivos, a metodologia, as etapas do cronograma e os resultados esperados.

Flávia e Renata que fazem parte da equipe técnica da AMEO junto ao pôster em exposição.

O Dr. Ricardo Pasquini, pioneiro nos transplantes de medula óssea no país, ressaltou a imprescindibilidade de registrar os dados de transplante hoje no Brasil. O Dr Nelson Hamerschlak, presidente da SBTMO, destacou ainda a notoriedade do projeto da AMEO no cenário atual de transplante de medula óssea.

A presença da AMEO no Congresso esse ano está sendo muito importante para a divulgação do projeto e principalmente para a propagação da relevância desses profissionais para o Transplante de Medula Óssea no Brasil.