Encontro entre doador e paciente marca 1° Corrida em comemoração ao Dia Mundial do Doador de Medula Óssea

Como um passe de mágica
19 de agosto de 2016
Santa Casa homenageia fundadora da AMEO
5 de outubro de 2016

Encontro entre doador e paciente marca 1° Corrida em comemoração ao Dia Mundial do Doador de Medula Óssea

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Texto e imagens: Andressa Villagra

No dia 17 de setembro foi celebrado o World Marrow Donor Day (WMDD) e para festejar a data tão especial a AMEO, junto com a Prefeitura de São Paulo e o REDOME, realizaram uma corrida de rua na Zona Norte de São Paulo. A etapa fez parte do Circuito Popular de Corrida de Rua e teve uma prova de 5 km para os corredores e 2,5 km de caminhada para todos que quisessem participar. O principal objetivo da comemoração foi enaltecer a figura do doador de medula óssea e promover ações para a conscientização da atualização de cadastro.

corrida_01

O evento contou com vários momentos de muita emoção. O destaque do dia foi o encontro entre um doador e um receptor. A Larissa Pereira, professora de São Paulo, pode finalmente conhecer, a doadora que salvou sua vida. Aline Colombo, policial militar, veio de Porto Velho, Rondônia, mais de 3 mil quilômetros atravessados para encontrar Larissa.

corrida_02

Momento do encontro ao final da caminhada.

Aline participou do evento e no final da prova poder encontrar, na linha de chegada, Larissa, que aguardava ansiosamente. “Eu esperei por esse momento, desde que soube que tinha um doador 100% compatível comigo”, conta Larissa. “Desde o sim dela para a doação, eu fiquei imaginando esse encontro, como ela poderia ser”.

“Eu não tenho como agradecer, nada nesse plano terrestre se equivale a sua atitude. Mas eu prometo retribuir esse amor e carinho da melhor maneira possível e honrando a vida que você me deu.” Essas foram as palavras que Aline ouviu de Larissa no momento do encontro.

Para Larissa a corrida é um momento gratificante e importante para divulgar a causa, o doador e o registro. “Foi esse registro que trouxe a Aline para salvar a minha vida há um ano e meio, se não fosse ela eu nem poderia estar aqui, então, nossa história deve ser divulgada e a corrida é uma excelente oportunidade.”

corrida_04 corrida_03

Aline à esquerda e Larissa à direita, respectivamente, doadora e receptora.

Antes das 6 da manhã a organização da corrida já estava pronta. A aurora do dia clareava o local da prova. Os primeiros corredores madrugaram no bairro do Jaçanã. Para as pessoas acostumadas a correr com frequência o horário não era problema. “Todas as corridas são cedo, os corredores estão acostumados” conta Cristina Silva, 51 anos, corredora há mais de dois anos. Para os participantes que estavam lá pelo Dia Mundial do Doador de Medula Óssea a comemoração compensava qualquer obstáculo.

corrida_05

Largada da corrida de 5 km.

Os cinco mil participantes inscritos ouviram o som da largada tocada pela Larissa e pelo gerente do REDOME Alexandre Almada, às 7 horas da manhã. 16 minutos e 41 segundos depois, Claudinei Souza, já voltava da rua e passava pela faixa da chegada. Luiza Soares também passou pela chegada alguns minutos depois para ser a campeã feminina da prova. As campeãs da corrida contra o linfoma, Larissa e Aline, entregaram os troféus para os campeões da corrida.

corrida_06

Aline e Larissa posando para fotos com Daniel Faustino, 4° lugar masculino.

Pacientes, médicos, voluntários, parceiros e funcionários da AMEO participaram da corrida para comemorar o Dia Mundial do Doador de Medula Óssea. Também marcaram presença com um stand junto ao REDOME (Registro Nacional de Doadores Voluntários de Medula Óssea). Folhetos explicativos e brindes foram distribuídos. Voluntários sanaram as dúvidas sobre doação e registro para quem se interessou no cadastro como doador. As pessoas ainda podiam tirar fotografias com um quadro que alertava sobre a atualização de cadastro.

corrida_07

Egilson Cardoso, paciente da Casa de Apoio da AMEO, não perdeu a oportunidade de ser fotografado.

Para muitos era a primeira participação em corridas. Camila Mastria de 28 anos foi trazida pelo primo Leandro Fontes. Ele já corre há algum tempo e trouxe a prima para incentivá-la a praticar o esporte. “Escolhi essa corrida hoje, porque é especial, já sou cadastrado e queria que ela além de correr também se cadastrasse” explica ele. Ao final da corrida, Leandro, Camila e uma amiga passaram no stand da AMEO para conhecer nosso trabalho e se informar sobre o cadastro. “Segunda já vou tentar me cadastrar”, prometeu Camila.

Alguns participantes receberam um bilhete que informava a sorte de ter ganhar um presente especial, que seria entregue ao final da corrida no stand da AMEO. A ação era, na verdade, uma conscientização sobre a importância da atualização do cadastro de doadores. Os ganhadores criavam uma grande expectativa para o que o aguardava. Ao chegar à barraca, descobriam que o presente deles tinha se perdido e que não seria mais possível encontrá-lo. “Essa é a realidade que acontece com quase 30% dos pacientes que encontram doadores no REDOME” diziam para os participantes. “Por isso, a atualização de cadastros é vital para que as histórias de pacientes terminem com um final feliz”. Após a ação, os escolhidos recebiam um presente dado pela AMEO.

Clique aqui e contribua!

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.